Após ser criticado, Guedes fala em ‘boatos’ de complô entre Maia e esquerda para impedir privatizações

“Não há razão para interditar as privatizações. Há boatos de que haveria um acordo do presidente da Câmara com a esquerda para não pautar as privatizações. Nós precisamos retomar as privatizações, temos que seguir com as reformas”, disse Guedes em live

www.brasil247.com -
(Foto: ABR)


247 - Após o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), afirmar que o ministro da Economia, Paulo Guedes, interditou a reforma tributária, o ministro disse nesta quarta-feira, 30, que há “boatos” de que Maia fez um acordo com a esquerda para travar privatizações do governo.

Maia publicou com seu perfil no Twitter: "Por que Paulo Guedes interditou o debate da reforma tributária?". Menos de 24 horas depois, Guedes respondeu em transmissão ao vivo pela internet:

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

“Privatizações, estamos esperando também. Não há razão para interditar as privatizações. Há boatos de que haveria um acordo do presidente da Câmara com a esquerda para não pautar as privatizações. Nós precisamos retomar as privatizações, temos que seguir com as reformas”, disse.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email