Fux diz que inquérito das fake news descobriu 'atos preparatórios de terrorismo'

Segundo o presidente do STF, o inquérito das fake news descobriu "atos preparatórios de terrorismo contra" o Supremo Tribunal Federal". "Daí a necessidade de um processo sigiloso"

www.brasil247.com - Luiz Fux
Luiz Fux (Foto: Nelson Jr./SCO/STF)


247 - O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Luiz Fux, afirmou nesta quarta-feira (18) que o inquérito das fake news permitiu descobrir atos preparatórios de terrorismo contra a Corte. Jair Bolsonaro (PL) é um dos alvos do inquérito. O relato do magistrado foi publicado pelo jornal O Globo

"Talvez muitos não saibam, mas é importante que se tenha a exata noção de como esse trabalho do inquérito é importante, de ter sido invocado para o STF. Vem ao lume notícias de atos preparatórios de terrorismo contra o Supremo Tribunal Federal", disse. "Daí a necessidade de um processo sigiloso, de algumas notícias terem sido fornecidas dessa maneira genérica, e que com esses atos se visava exatamente impelir o STF se despojar de sua maior característica, que é a independência judicial", disse Fux. 

"Desde 2019, também o ministro Dias Toffoli, para enfrentar, não só a desinformação, mas, digamos assim, verdadeiros ataques ao Supremo Tribunal Federal, instaurou aqui o inquérito que esteve e está em ótimas mãos, na relatoria do ministro Alexandre de Moraes, que está conduzindo os trabalhos com extrema seriedade e competência", afirmou. 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Bolsonaro ajuizou uma ação contra o ministro do STF Alexandre de Moraes por suposto abuso de autoridade, mas o também ministro da Corte Dias Toffoli negou o pedido de investigação

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email