Governador do DF quer reabertura econômica: 'restrições já não servem para nada'

Mesmo após decretar calamidade pública por causa da Covid-19, o governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB), defendeu a reabertura de setores da economia e afirmou que "restrições" já não servem para nada, porque se esgotou o "limite" da população

Ibaneis Rocha
Ibaneis Rocha (Foto: Lúcio Bernardo Jr/Agência Brasília | ABr)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Após decretar calamidade pública em decorrência do coronavírus, o governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB), afirmou estudar a reabertura total, até o começo de agosto, de bares, restaurantes, escolas e outras atividades. De acordo com o chefe do Executivo, "restrições" já não servem para nada, porque se esgotou o "limite" da população. 

"(O coronavírus) Vai ser tratado como uma gripe, como isso deveria ter sido tratado desde o início", disse ele em entrevista ao jornal O Estado de S.Paulo.

Ibaneis disse não temer aumento de casos e mortes após a retomada de atividades. "Não adianta querer colocar nas minhas costas o sofrimento dos outros", acrescentou.

De acordo com o site criado pelo governo federal para atualizações das estatísticas da Covid-19, o DF tem pelo menos 47.071 confirmações e 559 mortes provocadas pela doença.

Dados do GDF apontaram que 91,3% dos 219 leitos da UTI estão ocupados na rede privada. Em hospitais públicos, 61,4% dos 500 leitos reservados estão ocupados.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247