"Não será uma conversa banal", alerta Glauber Braga sobre encontro de chefe da CIA com governo Bolsonaro

O Estado norte-americano, comprovadamente, já organizou vários golpes de Estado ao redor do mundo. No Brasil, organizou o golpe contra Getúlio Vargas em 1954, o golpe militar de 1964 - que impôs um regime ditatorial por mais de 20 anos - e, recentemente, o golpe de 2016 contra o PT, através da Lava Jato

www.brasil247.com -
(Foto: LUIS MACEDO - AGÊNCIA CÂMARA)


247 - O deputado federal Glauber Braga (PSOL) ressaltou a reunião de William J. Burns, diretor da CIA (órgão de espionagem dos Estados Unidos), com os ministros Augusto Heleno e Luiz Eduardo Ramos, ambos militares. “Não será uma conversa banal ou desinteressada”, destacou o deputado no Twitter.

O Estado norte-americano, comprovadamente, já organizou vários golpes de Estado ao redor do mundo. No Brasil, organizou o golpe contra Getúlio Vargas em 1954, o golpe militar de 1964 - que impôs um regime ditatorial por mais de 20 anos - e, recentemente, o golpe de 2016 contra o PT, através da Lava Jato.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Nesta quinta-feira, 1, Burns foi à Brasília se reunir com ministros militares de Bolsonaro. Ele e o embaixador americano em Brasília, Todd Chapman, chegaram ao Palácio do Planalto no meio da tarde desta quinta. Não há na agenda de Bolsonaro qualquer compromisso com o oficial da CIA.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O diretor da CIA passou mais de três décadas no corpo diplomático americano. Ele foi escolhido para comandar a agência pelo presidente dos EUA, Joe Biden.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Inscreva-se no canal Cortes 247 e saiba mais:

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email