PSOL: "Sabotagem" foi colocar um incompetente para gerir o MEC

Partido presidido por Juliano Medeiros criticou Jair Bolsonaro pelo caos provocado no Enem. "Bolsonaro fala de 'sabotagem' para justificar caos que se tornou o primeiro ENEM de seu governo. A sabotagem foi colocar um completo incompetente para gerir o MEC, Bolsonaro", diz o PSOL

Juliano Medeiros criticou Jair Bolsonaro pelo caos provocado no Enem.
Juliano Medeiros criticou Jair Bolsonaro pelo caos provocado no Enem. (Foto: Agência Brasil / Divulgação PSOL)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O PSOL criticou o governo de Jair Bolsonaro nesta terça-feira, 28, pela desorganização e sucessão de erros na realização do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). 

"Resultados do Sisu e inscrições do ProUni estão suspensos por tempo indeterminado. Bolsonaro fala de 'sabotagem' para justificar caos que se tornou o primeiro ENEM de seu governo. A sabotagem foi colocar um completo incompetente para gerir o MEC, Bolsonaro. #ForaWeintraub", escreveu o partido presidido por Juliano Medeiros. 

Candidatos que concorrem a uma vaga em universidades públicas pelo Sistema de Seleção Unificada (Sisu) conseguiram acessar a lista com os resultados das notas do Enem e MEC admite que as listas do Sisu chegaram a ser publicadas no site do sistema. Publicação das notas no sistema contraria decisão judicial (Leia mais no Brasil 247). 

 

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247