Relatório da CPI do DF pede indiciamento de Gonçalves Dias

Documento pede o indiciamento de mais de 130 pessoas supostamente envolvidas nos atos golpistas de 8 de janeiro

Gonçalves Dias
Gonçalves Dias (Foto: Bruno Spada/Câmara dos Deputados)


✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

247 - O deputado Hermeto (MDB), relator da CPI dos Atos Antidemocráticos da Câmara Legislativa do Distrito Federal, propôs o indiciamento do general Gonçalves Dias, ex-ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional (GSI) durante os atos golpistas de 8 de janeiro. O documento pede o indiciamento de mais de 130 pessoas e deve ser votado nesta quarta-feira (29). 

O relatório inclui também Fernando Souza de Oliveira, que ocupava o cargo de secretário interino de Segurança Pública do Distrito Federal durante os ataques de 8 de janeiro. Figuram também Cíntia Queiroz de Castro, coronel da Polícia Militar e subsecretária de Operações Integradas da Secretaria de Segurança Pública, e Marcelo Casimiro Vasconcelos Rodrigues, coronel e ex-comandante do 1º Comando de Policiamento Regional da PMDF. Além disso, o documento lista mais de 130 pessoas suspeitas de financiar os atos antidemocráticos, entre as quais estão Ana Priscila Silva de Azevedo e José Acácio Serere Xavante.

continua após o anúncio

G. Dias pediu demissão do cargo após a divulgação de um vídeo onde aparece no Palácio do Planalto durante a invasão bolsonarista. O ex-ministro já admitiu falhas na segurança, mas no Palácio do Planalto, não há dúvidas de que o general da reserva não apoiou ou facilitou de alguma forma a invasão. (Com informações do G1). 

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

continua após o anúncio

Ao vivo na TV 247

Cortes 247