Ameaçado de morte, Camilo Santana diz estar com "consciência em paz"

Governador foi ameaçado por mensagem de áudio enviada em um grupo chamado 'Ceará contra o lockdown', no qual o autor afirmava "estar dentro" para "pegar ele [Camilo Santana], para comer a cabeça dele"

Camilo Santana
Camilo Santana (Foto: Divulgação)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Após vir à tona uma ameaça de morte contra o governador do Ceará, Camilo Santana (PT), nesta segunda-feira (29), o petista se manifestou e disse estar em paz com sua consciência, porque sabe que as medidas que tem tomado contra a pandemia de Covid-19 são em benefício da população do estado.

"Quero dizer que vou continuar agindo da mesma forma, estou com a minha consciência em paz de que tudo que tenho procurado fazer é para proteger a vida dos meus irmãos e irmãs cearenses", falou.

"Estou recebendo uma série de apoios e mensagens, mas é um assunto que eu nem queria tratar, que é sobre algumas ameaças que tenho recebido nos últimos dias. Na semana passada eu recebi informação da Inteligência da Polícia do Ceará sobre ameaças à minha pessoa, e eu quero dizer que a Polícia tem tomado todas as providências em relação a esse caso para que a Lei seja cumprida", completou.

O autor da ameaça, segundo a Polícia Civil do Ceará, é um homem de 53 anos. Ele enviou uma mensagem de áudio no grupo 'Ceará contra o lockdown' dizendo "estar dentro" para "pegar ele [Camilo Santana], para comer a cabeça dele".

Inscreva-se no canal de cortes da TV 247 e saiba mais:

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

Apoie o 247

WhatsApp Facebook Twitter Email