Bolsonaro é recebido sob protestos em Alagoas, terra de Renan Calheiros (vídeo)

Manifestantes de movimentos como o MTST e a Frente Nacional de Lutas (FNL) bloquearam as proximidades do Aeroporto Zumbi dos Palmares, em Alagoas, com a chegada de Jair Bolsonaro

Movimentos sociais fazem protesto contra Jair Bolsonaro
Movimentos sociais fazem protesto contra Jair Bolsonaro (Foto: Reprodução)
Siga o Brasil 247 no Google News

247 - Jair Bolsonaro foi recebido, nesta quinta-feira (13), em Alagoas sob protestos. Manifestantes também queimaram pneus e bloquearam as proximidades do Aeroporto Zumbi dos Palmares, em Rio Largo, Região Metropolitana de Maceió.

A Polícia Militar (PM) foi acionada. Com a chegada do Bope, por volta das 07:50, a saída foi liberada. 

Participam do protesto o Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST), o Movimento de Luta nos Bairros (MLB), a Frente Nacional de Lutas (FNL) e a União Popular (UP).

PUBLICIDADE

Guerra na CPI

Bolsonaro desembarcou em Alagoas em um contexto no qual o governo está sendo pressionado na CPI da Covid. Nessa quarta-feira (12), o senador Flávio Bolsonaro chamou o relator Renan Calheiros (MDB-AL) de "vagabundo". A agressão do parlamentar do Republicanos-RJ foi uma jogada combinada com seu pai, Jair, que poucas horas depois postou um tuite reforçando a agressão.

Na viagem a Alagoas, Bolsonaro irá "inaugurar" obra já inaugurada pelo governador Renan Filho e feita com recursos do estado e do governo Dilma Rousseff.

PUBLICIDADE

Inscreva-se no canal Cortes 247 e saiba mais:

PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email