Camilo Santana anuncia que aulas presenciais devem voltar apenas em setembro, se cenário for favorável

"Todo o mês de agosto faremos reuniões para definir protocolos e monitoramento", afirmou o governador do Ceará, Camilo Santana, ao anunciar que as aulas presenciais voltam apenas em setembro

Camilo Santana
Camilo Santana (Foto: Divulgação)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O governador do Ceará, Camilo Santana (PT), informou que escolas e universidades não deverão voltar com aulas presenciais em agosto e sim no mês de setembro, caso o cenário seja favorável. De acordo com o chefe do executivo estadual, o estado vai agir "com muita prudência e responsabilidade" para evitar novo aumento de infecções e mortes provocadas pela doença. 

"Há sempre uma preocupação nossa de precaução em relação a essa pandemia. Todo o mês de agosto faremos reuniões para definir protocolos e monitoramento", afirmou Santana em transmissão ao vivo com o prefeito Roberto Cláudio (PDT), após reuniões de avaliação de estudos e cenários.

O chefe do Executivo municipal disse "a pandemia não acabou" e que, "até que haja a disponibilidade comercial em larga escala da vacina mundo inteiro, ou a imunidade da população ser alta o suficiente, vamos precisar convivendo com o risco do vírus". 

"É uma preocupação nossa. Com o papel das escolas, professores, faculdades, gestores, entendemos a importância (do retorno das aulas), mas as reuniões do comitê levantaram preocupações", acrescentou. 

Atualmente, o Ceará é o segundo estado com o maior número de confirmações da Covid-19, com 173 mil casos, atrás de São Paulo, com 542 mil. 

O estado governado por Camilo Santana ficou em primeiro lugar no ranking nacional de transparência nas informações sobre a pandemia. 

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247