Após de debochar da pandemia, filho '04' de Bolsonaro é banido de plataforma de vídeos

Filho mais jovem de Jair Bolsonaro, Renan Bolsonaro foi banido nesta sexta-feira, 1º, da plataforma Twitch, um site de streaming focado na transmissão de videogames, depois que ele viralizou em vídeo negando a gravidade da pandemia do Coronavírus

Jair Renan e Bolsonaro
Jair Renan e Bolsonaro (Foto: Alan Santos/PR)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Renan Bolsonaro, filho mais jovem de Jair Bolsonaro foi banido nesta sexta-feira, 1º, da plataforma Twitch, um site de streaming focado na transmissão de videogames, depois que ele viralizou em vídeo negando a gravidade da pandemia do Coronavírus. 

"Fui banido da Twitch para sempre. Interessante é que a rede social mantém perfis que disseminam claramente a misandria (ódio, o desprezo ou o preconceito contra homens ou meninos), mas não suportam uma brincadeira, por mais pesada que fosse", reclamou Renan pelo Twitter.

No vídeo, Renan Bolsonaro diz que a Covid-19 não passava de uma "gripezinha" e que era mentira que milhares de pessoas no mundo estão morrendo.

“Vamos na rua na pandemia, tá ok? Pô, que pandemia, malandro? Isso aí é história da mídia aí para trancar você em casa, para achar que o mundo está acabando. É só uma gripezinha, irmão, vai tomar no c.. peguei, passou. Prefiro morrer tossindo do que morrer transando. Não, prefiro morrer transando do que tossindo. Foi mal, foi mal, tá tarde já. Eu prefiro morrer transando do que tossindo, rapaziada”, diz Jair Renan. 

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247