Boulos: Bolsonaro envergonha o Brasil ao culpar ONGs por queimadas na Amazônia

"Inacreditável! Bolsonaro acusou ONGs de terem feito queimadas na Amazônia para 'chamar atenção'. Quem podia imaginar que eram diretores de ONGs que grilavam terras, destruíam florestas e agora estão planejando queimadas? É um escárnio! Bolsonaro rebaixa e envergonha o Brasil", disse Guilherme Boulos pelo Twitter

(Foto: Mísia NINJA | Alan Santos/PR)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O líder do MTST Guilherme Boulos, candidato do PSOL a presidente nas eleições de 2018, classificou como "escárnio" a declaração de Jair Bolsonaro, que responsabilizou ONGs pelo aumento recorde de queimadas na floresta Amzônica 

"Inacreditável! Bolsonaro acusou ONGs de terem feito queimadas na Amazônia para 'chamar atenção'. Quem podia imaginar que eram diretores de ONGs que grilavam terras, destruíam florestas e agora estão planejando queimadas? É um escárnio! Bolsonaro rebaixa e envergonha o Brasil", disse Boulos pelo Twitter. 

Jair Bolsonaro não apresentou evidências das alegações e, indagado se tinha provas do que afirmava, disse que não existem planos escritos nesses casos.

“O crime existe. Isso temos que fazer o possível para que não aumente, mas nós tiramos dinheiro de ONGs, 40% ia para ONGs. Não tem mais. De modo que esse pessoal está sentindo a falta do dinheiro. Então pode, não estou afirmando, ter ação criminosa desses ongueiros para chamar atenção contra minha pessoa, contra o governo do Brasil”, disse o presidente em entrevista ao sair do Palácio da Alvorada (leia mais no Brasil 247)

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email