Celso Russomanno: 'a Covid-19 dizimou todo mundo? Não dizimou ninguém'

Apoiado por Jair Bolsonaro, o candidato à Prefeitura de São Paulo Celso Russomanno (Republicanos) subestimou a pandemia do coronavírus. "A tal da Covid-19 dizimou todo mundo? Não dizimou ninguém. A gente está vendo aí que o que foi plantado, esse alvoroço todo que fizeram"

Celso Russomanno e Jair Bolsonaro
Celso Russomanno e Jair Bolsonaro (Foto: Marcos Corrêa/PR)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Apoiado por Jair Bolsonaro, o candidato à Prefeitura de São Paulo Celso Russomanno (Republicanos) minimizou a pandemia do coronavírus em live nesta quarta-feira (21). O postulante ignorou as 155 mil mortes causadas pelo coronavírus no Brasil. 

"A tal da Covid-19 dizimou todo mundo? Não dizimou ninguém. A gente está vendo aí que o que foi plantado, esse alvoroço todo que fizeram. O Bruno-Doria fez um monte de covas aí, comprou milhares de caixões. E agora tem 28 mil caixões empilhados e guardados. Deixou todo mundo em pânico, todo mundo fechou suas portas, todo mundo parou de trabalhar e se enclausurou em casa, e aí a gente quebrou a cidade", afirmou Russomanno em live no canal Vlog do Lisboa, do bolsonarista Fernando Lisboa.

O candidato também disse ter uma "amizade verdadeira" com o ex-capitão e que não o trairia. "Amizade verdadeira não tem traição. Amizade falsa tem traição. Podem ficar tranquilos, não tem acordo: amigo que é amigo morre junto, mas não trai", afirmou.

Bolsonaro também havia subestimado a pandemia. Em junho, ele disse que "talvez tenha havido um pouco de exagero" na maneira como a pandemia foi tratada. Chegou a classificá-la como uma "gripezinha", em março, e perguntou "e daí?" ao ser questionado sobre os cinco mil mortos pela doença, em abril.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247