Doria: "A Polícia Federal é nacional, não pessoal nem familiar"

"Transmito aqui a minha solidariedade aos integrantes da Polícia Federal, que ajudaram a ganhar respeitabilidade da opinião pública brasileira”, afirmou o governador de São Paulo, João Doria

João Doria
João Doria (Foto: Gov. SP)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), afirmou nesta segunda-feira (27) que a Polícia Federal não é "pessoal nem familiar". "A Polícia Federal deve ser respeitada e é nacional. A Polícia Federal do Brasil não é pessoal nem familiar", disse o chefe de Executivo paulista durante entrevista coletiva no Palácio dos Bandeirantes, no Morumbi (SP).

"Transmito aqui a minha solidariedade aos integrantes da Polícia Federal, que ajudaram a ganhar respeitabilidade da opinião pública brasileira ao longo da Lava Jato com a cooperação do ex-ministro e ex-juiz Sérgio Moro", complementou.

Sérgio Moro deixou o ministério da Justiça e Segurança Pública após Jair Bolsonaro exonerar Maurício Valeixo da Diretoria-Geral da PF. Em coletiva de imprensa na sexta-feira (24), o ex-juiz apontou crime de responsabilidade de Bolsonaro. 

Além da economia estagnada, da violação às normas da Organização Mundial da Saúde na crise do coronavírus e das dificuldades de articulação política, Bolsonaro também começa a enfrentar o clamor por impeachment. 

De acordo com pesquisa Atlas Político, 54% dos eleitores brasileiros apoiam o afastamento dele. 

O pedido do impeachment protocolado em março na Câmara pelos deputados David Miranda (PSOL-RJ), Fernanda Melchionna (PSOL-RS) e Sâmia Bomfim (PSOL-SP) já conta com mais de um milhão de assinaturas.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247