Doria sai em defesa de David Uip após ataques: "milicianos virtuais"

"Não faz sentido atacar o médico David Uip, pelo dito gabinete do ódio. E nem o doutor Roberto Kalil. Por favor, respeitem os médicos e a medicina", disse o governador João Doria

João Doria e David Uip
João Doria e David Uip (Foto: GovSP)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O governador de São Paulo, João Doria, aproveitou o anúncio de medidas de combate ao novo coronavírus para reafirmar sua confiança no ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, e defender o infectologista David Uip, coordenador de crise do coronavírus no Estado de São Paulo.

Uip tem sido atacado por supostamente fazer uso da cloroquina para se curar da Covid-19 e pressionado por Jair Bolsonaro para que revele seu tratamento.

"Peço respeito à medicina e aos médicos. Nossa guerra é contra o coronavírus. O ministro Mandetta vem cumprindo bem sua função como ministro da saúde. Não faz sentido atacar o médico David Uip, pelo dito gabinete do ódio. E nem o doutor Roberto Kalil. Por favor, respeitem os médicos e a medicina, os enfermeiros, aqueles que estão doando seu conhecimento e dedicação para ajudar as pessoas a manterem sua saúde", disse o governador.

David Uip rebateu a pressão de Bolsonaro nesta quarta.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email