Jandira ironiza Moro: só falta perseguir o Papa

A deputada Jandira Feghali (PCdoB-RJ) ironizou o ministro Sérgio Moro (Justiça) ao dizer que só falta o ex-juiz perseguir o Papa Francisco; o Pontífice afirmou que magistrados devem "isentos de favoritismos"; "Do jeito que as coisas vão, Moro vai ter que perseguir Greenwald... ... e o Papa", disse a parlamentar

(Foto: Will Shutter - Câmara dos Deputados)

247 - A deputada federal Jandira Feghali (PCdoB-RJ) ironizou o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, ao dizer só falta o ex-juiz perseguir o Papa Francisce. O pontífice publicou um vídeo afirmando que magistrados devem "isentos de favoritismos e de pressões que possam contaminar as decisões que devem tomar".

"Do jeito que as coisas vão, Moro vai ter que perseguir @ggreenwald...   ... e o Papa", escreveu a parlamentar no Twitter.

No vídeo, o Papa diz que "os juízes devem seguir o exemplo de Jesus, que nunca negocia a verdade". 

A Polícia Federal solicitou ao Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) uma investigação sobre as movimentações financeiras do jornalista Glenn Greenwald, do Intercept, que revelou um concluio entre Moro e procuradores da Operação Lava Jato. 

De acordo com o ex-deputado Wadih Damous (PT-RJ), ex-presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-RJ), caso a informação divulgada pelo site Antagonista seja confirmada, Moro terá cometido o crime de improbidade administrativa.

Segundo a troca de mensagens entre o ex-magistrado e membros do Ministério Público Federal (MPF-RJ), Moro ultrapassou as suas funções como responsável pelo julgamento de processos, ao tentar interferiur no trabalho de procuradores. 

As últimas revelações do Intercept, desta vez em parceira com o jornal Folha de S.Paulo, apontaram que, em umas das conversas entre procuradores, um integrante do MPF-PR reclama: "Moro viola sempre o sistema acusatório".

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247