Polícia Militar proíbe uso de “mata leão” em abordagens policiais no estado de São Paulo

A Secretaria de Segurança Pública (SSP) de São Paulo informou nesta sexta-feira a proibição do golpe chamado "chave cervical", o popular “mata leão”, nas abordagens da Polícia Militar paulista

Homem agredido pela Polícia Militar
Homem agredido pela Polícia Militar (Foto: Ponte Jornalismo)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - A Secretaria de Segurança Pública (SSP) de São Paulo anunciou nesta sexta-feira (31) que o golpe de imobilização chamado chave cervical, o popular “mata leão”, está proibido nas abordagens policiais, após uma revisão no manual de defesa pessoal da PM. A informação é do portal G1. 

Em nota, a Polícia Militar paulista confirmou a revisão, dizendo que “busca permanentemente aperfeiçoar a prestação de serviço à sociedade e modernizar seus protocolos de atuação”. “Atualmente, a instituição realiza estudos para avaliar as técnicas de contenção durante as detenções de suspeitos, sendo que a chave cervical não mais será empregada”, afirmou.

A proibição do “mata leão” acontece alguns dias após a publicação de um vídeo, em 24 de julho, que mostra policiais militares sufocando, através da chave cervical, um jovem negro na cidade de João Ramalho, no interior de São Paulo.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email