Romário segue na liderança na disputa pelo Senado no Rio, mostra Datafolha

A pesquisa Datafolha mostrou o senador Romário (PL) na liderança com 31%. De acordo com o levantamento, Alessandro Molon (PSB) ficou em segundo lugar com 12%

www.brasil247.com - Romário
Romário (Foto: Pedro França/Agência Senado)


247 - A pesquisa Datafolha, divulgada nesta quinta-feira (22), mostrou o senador Romário (PL) na liderança com 31% na disputa por uma vaga no Senado pelo estado do Rio de Janeiro. O parlamentar tinha os mesmos 31% na pesquisa anterior, de 15/09). De acordo com o levantamento, Alessandro Molon (PSB) ficou em segundo lugar com 12% (13% na anterior). Clarissa (União Brasil) teve 10% (8% na anterior).

O deputado federal Daniel Silveira (PTB) conseguiu 8% (6% na anterior).

Cabo Daciolo (PDT) e André Ceciliano (PT) registraram 6% cada. O pedetista tinha 7% na anterior e o petista, 5%.  

Bárbara Sinedino (PSTU) teve 1% (0% na pesquisa anterior)

Outras seis candidaturas registraram 0% cada. 

Brancos e nulos somaram 13% (14% na pesquisa anterior) e não souberam responder, 11% (11% na anterior).

A pesquisa, encomendada pela TV Globo e pela Folha de S.Paulo, teve margem de erro de 3 pontos percentuais, para mais ou menos.

Foram entrevistados 1.526 entrevistas, em 45 municípios, entre os dias 20 e 22 de setembro. O nível de confiança foi de 95%. A pesquisa foi registrada no TSE com o número RJ-07687/2022.

Veja as pesquisas para os governos de São Paulo, do Rio e de Minas

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email