Sem provas, Bolsonaro diz que armam busca na casa de um dos filhos

"A nova intenção deles, agora, eu não tenho como comprovar, mas querem fazer uma busca e apreensão na casa de um outro filho meu, já, pelo que tudo indica, fraudando provas, plantando provas falsas dentro da casa dele", disse Jair Bolsonaro ao falar sobre o caso Marielle Franco

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Jair Bolsonaro acusou autoridades nesta terça-feira, 24, de estarem  armando uma busca e apreensão, com provas plantadas, na casa de um de seus filhos ao falar das investigações do caso Marielle Franco. 

Sem apresentar provas, Bolsonaro indicou se referir ao governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSC), a quem já acusou diversas vezes de manipular contra ele investigações da Polícia Civil.

"Esse mesmo agente político no Rio acertou gravação entre bandidos citando meu nome para divulgar numa grande rede de TV depois. Isso acabou sendo abortado porque estourou antes da hora essa intenção deles", disse Bolsonaro em entrevista ao vivo ao programa Brasil Urgente (Band), apresentado por José Luiz Datena (leia mais no Brasil 247).

"A nova intenção deles, agora, eu não tenho como comprovar, mas querem fazer uma busca e apreensão na casa de um outro filho meu, já, pelo que tudo indica, fraudando provas, plantando provas falsas dentro da casa dele. Isso tudo é o inferno que a gente vive. é um jogo de poder, é um jogo de poder sujo isso aí", afirmou.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247