Sob protestos, Alesp pauta privatização da Sabesp

Deputados de oposição conseguiram apresentar novas emendas e adiaram a votação para a partir do dia 4 de dezembro

Ato contra privatizações na Alesp
Ato contra privatizações na Alesp (Foto: Alesp)


✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

247 - A Assembleia Legislativa (Alesp) decidiu ignorar os protestos e a greve unificada contra as privatizações, iniciando as discussões em plenário sobre o projeto de lei do governador Tarcísio de Freitas que prevê a privatização da Sabesp. 

Durante a sessão, deputados de oposição conseguiram apresentar novas emendas e adiaram a votação para a partir do dia 4 de dezembro, segundo informações do Metrópoles

continua após o anúncio

À tarde está prevista uma manifestação das diversas categorias de trabalhadores em greve na frente da Alesp, como forma de pressionar os deputados estaduais a revogarem o processo de privatização da Sabesp e das linhas de trem e metrô; além de derrubarem a proposta de diminuição na verba da educação proposta pelo governo do estado. 

O governador de São Paulo, Tarcísio de Freitas (Republicanos), e o presidente da Alesp, André do Prado (PL), selaram um acordo para que a privatização da Sabesp seja votada ainda na primeira semana de dezembro, à medida que a administração estadual busca acelerar a entrega da companhia estratégica para interesses privados. O projeto de lei da privatização da Sabesp já teve seu relatório aprovado no Congresso de Comissões da Alesp. 

continua após o anúncio

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

continua após o anúncio

Ao vivo na TV 247

Cortes 247