Trabalhadores ocupam área improdutiva da Petrobras no Rio de Janeiro

Área foi abandonada depois que empresa mudou o local do polo petroquímico do Rio e não cumpre função social

Ocupação em área da Petrobras em Itaguaí (foto: Movimento do Povo)
Ocupação em área da Petrobras em Itaguaí (foto: Movimento do Povo) (Foto: Ocupação em área da Petrobras em Itaguaí (foto: Movimento do Povo))


✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

247 - O grupo de trabalhadores sem terra ocupou hoje uma extensa área da Petrobras em Itaguaí, próximo da rodovia Rio/Santos.

A área foi reservada para um polo petroquímico, que acabou tendo outro endereço, Itaboraí.

continua após o anúncio

Sem cumprir a função social, o terreno foi ocupado por cerca de 200 famílias, segundo líderes do movimento.

Na manhã deste 1º de Maio, Dia do Trabalhador, os ocupantes montaram a cozinh coletiva.

continua após o anúncio

Também hoje, em discurso dirigido a pecuaristas da 36ª ExpoZebu, Jair Bolsonaro disse que, em seu governo, as "invasões" de propriedade tinham diminuído.

Ele se referiu ao movimento como "terrorismo". 

continua após o anúncio

Bolsonaro disse também que reduziu multas ambientais e prometeu que não regulamentará a emenda constitucional que autoriza expropriação de fazendas que usarem trabalho escravo.

Ocupação no Rio de Janeiro (Foto: Movimento do Povo)
Ocupação no Rio de Janeiro (Foto: Movimento do Povo)(Photo: Ocupação no Rio de Janeiro (Foto: Movimento do Povo))Ocupação no Rio de Janeiro (Foto: Movimento do Povo)

 

continua após o anúncio
Ocupação no Rio de Janeiro (Foto: Movimento do Povo)
Ocupação no Rio de Janeiro (Foto: Movimento do Povo)(Photo: Ocupação no Rio de Janeiro (Foto: Movimento do Povo))Ocupação no Rio de Janeiro (Foto: Movimento do Povo)

 


continua após o anúncio


continua após o anúncio

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

continua após o anúncio

Ao vivo na TV 247

Cortes 247