(Vídeo) Deputados bolsonaristas voltam a invadir hospitais em SP

Os deputados estaduais Coronel Telhada (PP) e Sargento Neri (Avante), apoiadores de Jair Bolsonaro, e Márcio Nakashima (PDT), apareceram de surpresa no Hospital Geral de Guarulhos, para verificar a ocupação de leitos durante a pandemia do coronavírus. Sargento Neri criticou o governador João Doria (PSDB)

(Foto: Reprodução)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Depois de invadir o hospital de campanha do Anhembi, deputados de São Paulo apareceram de surpresa no Hospital Geral de Guarulhos, para verificar, nesta terça-feira (16), a ocupação de leitos durante a pandemia do coronavírus. Entre os parlamentares que participaram da ação estão o Coronel Telhada (PP) e Sargento Neri (Avante), apoiadores de Jair Bolsonaro, e o deputado Márcio Nakashima (PDT).

Em vídeo compartilhado nas redes sociais, Sargento Neri elogiou as UTIs para tratar os pacientes com Covid-19 e criticou o governador João Doria (PSDB). 

"O prefeito Bruno Covas e o Governador João Doria precisam fazer um estágio aqui para aprender um pouquinho. Porque o hospital de campanha do Ibirapuera e do Anhembi não têm UTI. É uma das coisas que mais falei nos vídeos, poderia fazer essas UTIs nesses hospitais de campanha. E aqui é prova disso. Tem 24 UTIs funcionando, com equipamentos e medicamentos. Então, Bruno Covas e João Doria, fake news é a administração de vocês, é o que vocês fizeram no Anhembi e no Ibirapuera", disse o parlamentar.

De acordo com o governador, parlamentares tentarem invadir hospitais e centros de tratamento de Covid-19, serão punidos pelo crime de invasão. "Faremos a criminalização desses invasores, parlamentares ou não", afirmou Doria em coletiva de imprensa nesta segunda-feira (15).

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

Apoie o 247

WhatsApp Facebook Twitter Email