Vigília após morte de Kahtlen pede fim do genocídio do povo negro nesta sexta

A Coalizão Negra por Direitos convoca vigília para protestar contra a morte de Kathlen Romeu e outras vítimas da polícia. A manifestação ocorrerá no MASP (Avenida Paulista - centro de São Paulo), às 17h, nesta sexta-feira, 11

Manifestação contra Chacina do Jacarezinho
Manifestação contra Chacina do Jacarezinho (Foto: Twitter/Joel Luiz Costa)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - A Coalizão Negra por Direitos está convocando está chamando uma vigília para protestar contra a morte de Kathlen Romeu, Gilberto Amancio de Lima (Gibinha) e “todos os nossos mortos”.

Kathlen, que estava grávida, morreu após ser atingida com um tiro de fuzil no tórax, na comunidade do Lins de Vasconcelos, no Rio de Janeiro, durante operação da Polícia Militar na terça-feira, 14.

Enquanto Gibinha, que era desenhista, foi alvejado por seis tiros de policiais civis no dia 14 de maio, quando ia fazer um trabalho de tatuagem em um vizinho na Favela da Felicidade, localizada no bairro Jardim São Luís, na zona sul de São Paulo.

PUBLICIDADE

“Leve sua vela, seu cartaz, sua dor e revolta”, diz chamado para a manifestação, que ocorrerá no MASP (Avenida Paulista - centro de São Paulo), às 17h, nesta sexta-feira, 11.

“Pelo fim da política genocida que assassina pessoas negras todos os dias em todo país, seja de bala, de fome ou de covid. Basta de genocídio negro! Leve máscara, álcool em gel e luta”, destaca o chamada que pede justiça por Kathlen e Gibinha.

PUBLICIDADE

Inscreva-se no canal Cortes 247 e saiba mais:

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE

Apoie o 247

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email