'Vou prestar contas, tenho a consciência tranquila', diz Alckmin sobre denúncia da PF

"As minhas campanhas, tanto a de 2010, 2014, quanto agora em 2018 foram rigorosamente dentro da lei", afirmou o ex-governador de São Paulo, se defendendo de denúncia da PF sobre lavagem de dinheiro, caixa dois e corrupção passiva

Geraldo Alckmin
Geraldo Alckmin (Foto: Paulo Whitaker/Reuters)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O ex-governador de São Paulo Geraldo Alckmin, em entrevista à CNN Brasil nesta quinta-feira (16), disse estar com "a consciência absolutamente tranquila" acerca da denúncia feita pela Polícia Federal contra o político.

A PF indiciou o ex-governador por lavagem de dinheiro, caixa dois e corrupção passiva no âmbito de financiamento ilegal de campanha eleitoral pela Odebrecht. Segundo a PF, o indiciamento faz parte da segunda fase da chamada "Lava Jato Eleitoral" de São Paulo.

Alckmin afirmou que prestará contas à Justiça e disse que suas campanhas eleitorais foram realizadas dentro da lei. "Embora eu não tenha sido ouvido, sequer ouvido, vou prestar contas. As minhas campanhas, tanto a de 2010, 2014, quanto agora em 2018 foram rigorosamente dentro da lei. Tenho 40 anos de vida pública. Não recebo um centavo de dinheiro público, nem municipal, nem estadual e nem federal, dou aula, voltei para a medicina, abri mão de tudo. Procurei agir com rigor absoluto, com uma austeridade total, vida pessoal extremamente simples. Vou prestar contas, minhas campanhas foram modestas. Prestarei contas rigorosamente, tenho a consciência absolutamente tranquila".

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo APOIA.se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247