Sul

Eduardo Leite atribui falta de ajuda a quilombolas ao volume de desalojados

Governador foi cobrado por quilombolas do bairro Sarandi, em Porto Alegre

Imagem Thumbnail
Eduardo Leite (Foto: Felipe Dalla Valle / Palácio Piratini)

✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

247 - Após ser alvo de reclamações de quilombolas do bairro Sarandi, em Porto Alegre, por conta da falta de ajuda do governo estadual, o governador Eduardo Leite (PSDB) atribuiu o problema ao “volume de pessoas desalojadas e em abrigos”.

“Nós temos 80 mil pessoas em abrigos públicos, mais de meio milhão fora das suas casas, desalojadas ou desabrigadas”, disse Leite, em entrevista à GloboNews.

“Isso traz uma proporção de atendimento de casos que, naturalmente, o poder público não tem a estrutura suficiente para atender em todas as pontas", acrescentou.

Leite disse ainda que trabalha para estruturar abrigos, garantir a alimentação e erguer moradias temporárias para os afetados pelas enchentes.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

iBest: 247 é o melhor canal de política do Brasil no voto popular

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

Relacionados

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO