CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
Sul

Eduardo Leite volta a cobrar do governo Lula quitação da dívida do RS

Apesar do pedido, governador reconheceu que "o passo dado foi muito importante", com a suspensão da cobrança da dívida do estado com a União por 36 meses

Eduardo Leite (Foto: Reprodução)
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

247 - O governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite, reiterou sua demanda pela quitação da dívida do estado com a União durante o evento desta quarta-feira (15) em São Leopoldo, com a presença do presidente Lula (PT) e de ministros de Estado, em meio aos esforços para lidar com as devastadoras enchentes que assolam a região.

"O tema da dívida foi endereçado. Temos toda a legitimidade para pedir a quitação das parcelas, o que ainda não conseguiu ser alcançado. Mas o passo dado foi muito importante", afirmou Leite durante o evento.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Essa declaração ecoa o pedido anterior feito por Leite, após o anúncio do governo federal, na segunda-feira (13), da suspensão da cobrança da dívida por 36 meses. Na ocasião, Leite descreveu o pagamento da dívida como um "torniquete insuportável" para o estado, destacando a necessidade urgente de uma solução "perene".

Ao expressar sua gratidão pelo reconhecimento do governo federal em relação aos impactos da dívida, Leite havia ressaltado que a medida anunciada pelo presidente Lula representa um avanço significativo, embora ainda não atenda completamente às necessidades do estado. "Nosso pedido é de quitação de valores, mas é um passo", enfatizou.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Além disso, o governador destacou a importância de buscar soluções mais duradouras e de longo prazo para os desafios financeiros enfrentados pelo Rio Grande do Sul. Ele expressou otimismo em relação à possibilidade de diálogo e cooperação com o governo federal para encontrar medidas que beneficiem o estado a longo prazo.

iBest: 247 é o melhor canal de política do Brasil no voto popular

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

Relacionados

Carregando...

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Carregando...

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO