'Ele pediu: Milena, me ajuda', diz mulher de João Alberto Silveira Freitas

"Ele pediu ‘Milena, me ajuda’, quando eu fui, os seguranças me empurraram", disse Milena Borges Alves, 43 anos, mulher de João Alberto Silveira Freitas, assassinado em um Carrefour de Porto Alegre

Esposa diz que tentou ajudar João Alberto Silveira Freitas, homem negro assassinado no RS
Esposa diz que tentou ajudar João Alberto Silveira Freitas, homem negro assassinado no RS (Foto: Arquivo Pessoal / Reprodução)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Milena Borges Alves, de 43 anos, mulher de João Alberto Silveira Freitas, de 40 anos, assassinado em um Carrefour de Porto Alegre, afirmou que tentou ajudar o marido, negro, mas foi impedida pelos seguranças. 

"Eu estava pagando no caixa, dai ele desceu na minha frente, quando eu cheguei lá embaixo ele já estava imobilizado. Ele pediu ‘Milena, me ajuda’, quando eu fui, os seguranças me empurraram", disse ela à Rádio Gaúcha. 

"O João Alberto era uma pessoa brincalhona, que estava sempre brincando debochando, era assim o jeito dele. Estava sempre com o gato dele, gostava do gatinho dele", afirmou. 

Uma funcionária do Carrefour chamou os seguranças, após supostos desentendimentos com Silveira Freitas. 

Internautas foram às redes sociais pedir boicote ao Carrefour

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247