HOME > Sul

Empresa assume compromisso após vencer leilão de arroz do governo

Na última quinta-feira, o governo federal por meio da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), realizou a compra de 263 mil toneladas de arroz em um leilão público

Brasil vai importar arroz para segurar preço (Foto: Marcello Casal Jr/Ag. Brasil )

✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

247 - Após vencer o leilão de arroz do governo, a empresa Wisley A de Sousa Ltda emitiu uma nota de esclarecimento, comprometendo-se a fornecer 147,3 mil toneladas do produto. Com mais de 17 anos de experiência no comércio atacadista de alimentos, a empresa, sediada em Macapá (AP), se comprometeu a cumprir rigorosamente as normas de controle e qualidade estabelecidas pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab).

A importação de arroz é vista como uma medida necessária para reduzir o preço final ao consumidor de um item essencial na alimentação dos brasileiros, em virtude das enchentes do Rio Grande do Sul. Na última quinta-feira (6), o governo federal, por meio da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), realizou a compra de 263 mil toneladas de arroz em um leilão público.

De acordo com a nota emitida, a empresa vencedora da licitação registrou um faturamento superior a R$ 60 milhões apenas no ano passado, com um crescimento progressivo impulsionado pela ampliação de marcas alimentícias representadas e distribuídas em todo o Norte do país.

Confira a nota na íntegra:

Nota de esclarecimento sobre importação de arroz

Com mais de 17 anos de experiência no comércio atacadista de alimentos, a empresa Wisley A de Sousa Ltda, que foi a maior arrematante de lotes, vai fornecer 147,3 mil toneladas de arroz, dentro do cronograma estabelecido pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) e cumprindo rigorosamente as normas de controle e qualidade.

A empresa, com sede em Macapá (AP) assumiu este compromisso ciente de que a importação é necessária para reduzir o preço final ao consumidor de um produto essencial na alimentação dos brasileiros.

A Wisley tem solidez e mais de 17 anos de experiência no comércio atacadista, na armazenagem e na distribuição em todo Brasil de produtos alimentícios, com um faturamento mais de R$ 60 milhões apenas no ano passado. Resultado que vem crescendo ano após ano, com a ampliação do leque de marcas alimentícias que a empresa representa e distribui no Norte do país, região que apresenta a maior complexidade de logística do Brasil.

A empresa lamenta que grupos com interesses contrariados estejam tentando afetar sua imagem e deturpar a realidade num momento em que é essencial o país encontrar formas de assegurar o abastecimento de arroz para a população. Por isso, a Wisley está disposta a acelerar a importação de modo que o consumidor final não seja penalizado com o aumento que pode chegar de até 40% no preço do arroz aos brasileiros.

A empresa tem orgulho de sua origem na região Norte do país, e não poupará esforços para apoiar o Brasil em um momento crítico, no qual sua experiência, excelência logística e transparência podem fazer a diferença.

iBest: 247 é o melhor canal de política do Brasil no voto popular

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

Relacionados