Fernanda Melchionna: eleição de governo Bolsonaro para conselho da ONU é uma vergonha

"Embora a gente saiba que a eleição envolva negociação de votos e por isso o Brasil foi eleito, o governo vai enxergar nisso um fortalecimento" de sua agenda "anti direitos humanos", afirma a deputada Fernanda Melchionna (PSOl-RS). Na ONU, diplomatas alinhados a Bolsonaro bateram martelo na mesa impedir ela de denunciar atrocidades da gestão

(Foto: Agência Câmara)

247 - Após sofrer censura de diplomatas ao denunciar as violações dos direitos humanos pelo governo Jair Bolsonaro em Bruxelas, a deputada federal Fernanda Melchionna (PSol-RS) classificou como “uma vergonha” a eleição do Brasil a novo mandato no Conselho de Direitos Humanos da ONU sob o comando de um governo que, claramente, constrói uma pauta contra tudo o que é debatido no órgão.

“Uma vergonha, porque embora a gente saiba que a eleição envolva negociação de votos e por isso o Brasil foi eleito, o governo vai enxergar nisso um fortalecimento de sua agenda anti meio-ambiente, anti direitos humanos, anti mulheres, anti LGBTs, anti combate à tortura”, disse a parlamentar, que está na capital belga participando de debates durante a assembleia geral da ONU, em entrevista à Fórum.

Leia a íntegra na Revista Forum 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247