Já como presidente, Bolsonaro fez propaganda para a Alfacon, escola de curso para policiais que ensina tortura

Quem também tem relação com a escola é Eduardo Bolsonaro. Foi lá que o deputado afirmou que bastariam um cabo e um soldado para fechar o STF

www.brasil247.com - Jair Bolsonaro e Evandro Bitencourt Guedes
Jair Bolsonaro e Evandro Bitencourt Guedes (Foto: Reprodução | Reprodução/@AlfaConCP)


247 - O ativista do movimento negro Douglas Belchior revelou pelo Twitter neste sábado (28) que Jair Bolsonaro (PL), já como presidente da República, fez propaganda para a Alfacon, uma escola de curso preparatório para corporações de polícia. 

Nos últimos dias circularam pelas redes sociais vídeos em que professores da Alfacon aparecem ensinando seus alunos a como violentar as pessoas durante abordagens. Em um dos vídeos, o policial rodoviário Ronaldo Bandeira explica como transformar uma viatura policial em uma "câmara de gás", exatamente o mesmo método utilizado por policiais rodoviários federais de Sergipe para matar Genivaldo de Jesus.

O vídeo de propaganda da Alfacon gravado por Bolsonaro foi publicado, segundo Belchior, no perfil do Instagram de um dos sócios da escola, Evandro Bitencourt Guedes.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O ativista também revelou que Guedes é amigo do deputado federal Eduardo Bolsonaro (PL-SP). Foi durante participação em uma aula da Alfacon que o parlamentar afirmou que bastariam um cabo e um soldado para fechar o Supremo Tribunal Federal (STF).

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

 

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email