"O assassino ficará em casa curtindo o dia dos pais. E eu?", protesta filho de Marcelo Arruda

Filho do petista morto a tiros pelo bolsonarista Jorge Guaranho repudiou a decisão judicial que liberou o acusado para cumprir prisão domiciliar

www.brasil247.com - Marcelo comemorava 50 anos quando o bolsonarista Jorge invadiu a festa
Marcelo comemorava 50 anos quando o bolsonarista Jorge invadiu a festa (Foto: Reprodução)


247 - Filho do petista Marcelo Arruda, Leonardo Miranda de Arruda publicou no Instagram na noite desta quarta-feira (10) uma nota pela qual condena a decisão judicial que liberou o bolsonarista Jorge Guaranho, assassino de seu pai, para cumprir prisão domiciliar

"Através dessa nota, manifesto meu total desapontamento com a Justiça, as autoridades envolvidas e o Governo do Estado do Paraná. Neste dia 10 de Agosto, um mês do assassinato de meu pai, Marcelo Arruda, o Governo não se mostra preparado para receber um 'preso' em uma Clínica Médica Penitenciária por não conseguir oferecer estrutura suficiente e através do Juiz responsável permitindo a prisão domiciliar. Após ter cometido tamanha barbárie e acabado com a vida de um pai de família, o assassino ficará em casa, curtindo o dia dos pais com seu filho, se 'recuperando'. E eu? E nós filhos de Marcelo? Seguimos em busca de Paz e Justiça, por Marcelo Arruda!", publicou.

A decisão de mandar Guaranho para casa foi do juiz Gustavo Germano Francisco Arguello decidiu.

No começo de julho, Guaranho invadiu a festa de aniversário de Arruda aos gritos de "aqui é Bolsonaro" para matá-lo. O evento tinha como tema decorativo o ex-presidente Lula e o PT, partido pelo qual a vítima militava. Tudo foi filmado por câmeras de segurança. 

Ver essa foto no Instagram

Uma publicação compartilhada por Leonardo Miranda de Arruda (@leomiranda01)

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email