Varíola dos macacos: como se proteger em meios de transporte? Especialistas dão dicas

Brasil teve primeira morte relacionada à doença nesta sexta-feira (29)

www.brasil247.com -
(Foto: Reuters)


247 - O Brasil teve a confirmação de sua primeira morte relacionada à varíola dos macacos nesta sexta-feira (29). A doença, que já tem mais de mil casos no país, é contagiosa e os meios de transporte podem apresentar riscos. Pensando nisso, especialistas dão dicas de como se proteger em carros, ônibus, trens e metrôs.

Ao portal UOL Carros, a professora Raquel Stucchi, da Unicamp, alertou quanto ao contato pele a pele: "A forma de contágio mais comum é o toque em pessoas infectadas. Se você vai fazer uma viagem prolongada e tiver contato com alguém com o vírus, será arriscado demais. Se eu tiver uma lesão e encostar em outro indivíduo, será um risco muito grande."

Ela aconselha a utilizar roupas de manga longa e calças caso haja risco de contato pele a pele em transportes coletivos. Além disso, o uso de máscaras e álcool em gel pode ajudar bastante.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Também é importante evitar tocar áreas de contato dos veículos, como maçanetas, manivelas, botões para abrir ou fechar os vidros elétricos. Se for sentar em bancos, não fique exposto, recomenda a pesquisadora Camila Malta Romano, do Laboratório de Virologia do Instituto de Medicina Tropical da Faculdade de Medicina da USP (FMUSP):

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

"Há ambientes em que a contaminação é mais descontrolada, seja Uber, táxi ou ônibus. Então, sempre tente não deixar áreas do corpo expostas. Não se sente com bermuda. Ainda não há um estudo sobre o quanto o tecido protege, não temos essa informação. Porém, quanto menos contato com a secreção com uma ferida, melhor", afirmou a cientista ao UOL Carros.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email