Tá nos trends

Damares, que atacou Fábio Porchat por não querer ter filho, espera “príncipe encantado”

A pastora Damares Alves, ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos de Bolsonaro, que atacou Fábio Porchat por ele não querer ter filhos, acredita em “príncipe encantado”. Foi o que declarou numa entrevista, em declaração de fundo homofóbico e machista

Damares Alves e Fabio Porchat
Damares Alves e Fabio Porchat (Foto: Alan Santos/PR | Reprodução)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - A ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos, Damares Alves, que foi às redes sociais no domingo (11) para criticar o humorista Fábio Porchat após ele dizer que não pretende ter filhos com a esposa, Nataly Mega, acredita em “príncipe encantado” e diz estar esperando o seu. 

A ministra se ofendeu com a posição do humorista, dizendo que comentário é “grave” e cobrou um absurdo pedido de desculpas.Em janeiro, em entrevista ao programa SBT Mulher, Damares revelou esperar seu “príncipe encantado”. Em declaração de cunho homofóbico e machista, afirmou: "Acredito muito na família, na relação homem e mulher. Acredito no amor, acredito em príncipe encantado". 

A declaração inusitada surgiu quando a apresentadora Rachel Sheherazade questionou a ministra sobre declaração dada à imprensa o fim  de 2019 de que ela estaria em um aplicativo de namoro -ela negou, dizendo ter sido “uma brincadeira”.

A partir de 2013, durante palestra em uma igreja do Mato grosso do Sul, Damares, que é pastora, passou a se apresentar como advogada e mestra em educação, direito constitucional e direito de família, embora jamais tenha recebido título de mestrado e esteja suspensa da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB).

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

Apoie o 247

WhatsApp Facebook Twitter Email