Tá nos trends

Ludmilla se revolta com pedido para se posicionar contra Bolsonaro e briga com seguidores

Fala da cantora criticando pedidos para opinar politicamente contra Jair Bolsonaro ocorre após ela participar de uma mega festa no Copacabana Palace com 500 pessoas

Ludmilla
Ludmilla (Foto: Leonardo Lucena)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - A cantora Ludmilla foi criticada por seus seguidores e se tornou um dos assuntos mais comentados do Twitter no fim de semana após se recusar a comentar sobre os protestos contra Jair Bolsonaro que foram organizados em algumas capitais do país. Ela ainda rebateu os fãs, dizendo que eles já a fizeram pensar em deixar de existir. A informação é do portal Na Telinha.

Em uma sequência de publicações, ela defendeu seu direito em permanecer calada diante dos fatos e reforçar todas as vezes em que foi criticada, sobretudo por emitir opiniões políticas.

Ludmilla, que já curtiu postagens de Jair Bolsonaro e provocou aglomerações durante a pandemia, como a festa que participou com 500 pessoas no Copacabana Palace, decidiu usar sua plataforma para mostrar sua indignação com as cobranças que recebe.

"Vocês já me fizeram sentir vontade de não existir mais, vocês já me fizeram não me expressar nas minhas redes, vocês já me fizeram apagar várias coisas, vocês já me fizeram deletar as minhas redes sociais, então eu cheguei à conclusão que eu nunca vou agradar todo mundo e também não faço mais questão disso, tem algumas pessoas loucas e cheias de ódio", disparou. 

 

 

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

Apoie o 247

WhatsApp Facebook Twitter Email