América Latina

Buenos Aires marcha em apoio às cozinhas comunitárias em meio a escândalo de corrupção

Tanto Milei quanto a ministra Pettovello enfrentam acusações de irregularidades na distribuição de alimentos e alegações de estocagem de comida em depósitos

Manifestação na Argentina (Foto: RT)

✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

247 – Centenas de manifestantes se reuniram em Buenos Aires para condenar o presidente argentino Javier Milei e a ministra Sandra Pettovello, do Ministério de Capital Humano. O protesto pede pelo aumento no fornecimento de alimentos para as cozinhas comunitárias do país.

Tanto Milei quanto Pettovello enfrentam acusações de irregularidades na distribuição de alimentos e alegações de estocagem de comida em depósitos em meio à crise de pobreza.

Segundo o C5N, o ministério gerenciado por Pettovello foi recentemente alvo de uma nova denúncia sobre um suposto caso de associação ilícita, suborno e malversação de fundos do órgão estatal. Na investigação, ainda é apurado um suposto pagamento irregular de mais de 6.772 milhões de pesos feito pela pasta para a compra de garrafas de óleo e pacotes de lentilhas, que teriam sido adquiridas sem seguir os procedimentos adequados.

Após a polêmica sobre a retenção de alimentos, o governo da Argentina iniciou na terça-feira (4) a distribuição de parte das 5 mil toneladas de comida que estavam estocadas em dois depósitos do país. Aproximadamente 465 toneladas de leite em pó também serão enviadas a 64 centros de distribuição, refeitórios e lanchonetes da Fundação Cooperadora para a Nutrição Infantil (Conin), com o auxílio do Exército Argentino e do Ministério da Defesa. (Com informações da RT).

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

iBest: 247 é o melhor canal de política do Brasil no voto popular

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

Relacionados

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO