Presidente Dilma Rousseff no Palácio da Alvorada. 19/02/2016 REUTERS/Ueslei Marcelino
José Aníbal

Renuncia, Dilma!

Sob qualquer ângulo que se analise, vivemos dia a dia a iminência de descobrir se realmente existe ou não um alçapão no fundo do poço

Brasil 247
José Aníbal

Todos viram o mesmo Brasil

Existem fundadas e reais motivações para acreditar que este reinício da atividade parlamentar não seja apenas a continuidade do que tínhamos em dezembro do ano passado. Já quanto ao governo, nada...

Brasília - Novo ministro da Fazenda, Nelson Barbosa, recebe o cargo do ex-ministro Joaquim Levy, em solenidade no Ministério (Marcelo Camargo/Agência Brasil)
José Aníbal

“Fiquem tranquilos”?

Magnífica e tranquilizadora frase do então novo ministro da Fazenda, Nelson Barbosa, em 20 de dezembro do longínquo, mas presente ano de 2015. Em pouco mais de um mês, tudo se agravou

Brasil 247
José Aníbal

O Brasil não merece isso

As lideranças políticas, destacadamente as da oposição, têm o desafio e a obrigação de se comunicar mais e melhor com a sociedade. Sintonizar com o Brasil real, que sofre com o país à deriva. É...

Brasília - DF, 11/01/2016. Presidenta Dilma Rousseff durante cerimônia de sanção do marco legal da ciência, tecnologia e inovação e lançamento da chamada universal no Palácio do Planalto. Foto: Ichiro Guerra/PR
José Aníbal

Petistas, surfistas e ciclistas

De pedalada em pedalada, a presidente ciclista nos conduziu à beira do abismo em que o país está hoje, enfrenta um processo de impeachment, segue sem base de apoio no Congresso para governar e sem...

Brasília - O ministro da Casa Civil, Jaques Wagner, durante coletiva após reunião de coordenação política com a presidente Dilma Rousseff, no Palácio do Planalto (Wilson Dias/Agência Brasil)
José Aníbal

Tem sereia no Planalto

O mensageiro Wagner vai na mesma direção de Rui Falcão, presidente do PT. Os dois, mais Dilma e Lula, estão atordoados pelo desastre sem fim que produziram. Mas o poder para eles é tudo

Brasil 247
José Aníbal

A crise na sala ao lado

O ex-presidente Itamar Franco, que consolidou nossa transição democrática, afastou e readmitiu seu chefe da Casa Civil assim que as denúncias foram desacreditadas. Dilma deveria seguir o exemplo

O governo tem se esforçado para tentar convencer os brasileiros de que a crise é um soluço passageiro. Mas a deterioração das contas públicas é grave. Por que eles não dizem a verdade? Porque a verdade revela a leviandade da condução econômica nos últimos anos
José Aníbal

Por que não a verdade?

O governo tem se esforçado para tentar convencer os brasileiros de que a crise é um soluço passageiro. Mas a deterioração das contas públicas é grave. Por que eles não dizem a verdade? Porque a...

Ufá - Russia, 09/07/2015. Presidenta Dilma Rousseff durante VII Cúpula do BRICS. Foto: Roberto Stuckert Filho/PR
José Aníbal

Degradação institucional

Dilma não entende que a impaciência do país se deve, em grande parte, ao desacordo flagrante entre o discurso público e as práticas nos gabinetes. O Brasil sabe que eles não fazem o que dizem

Atribuir à oposição, às "elites" ou à "imprensa golpista" as pendências do PT com a Justiça e com os códigos criminais não vai funcionar
José Aníbal

O golpe retórico

Atribuir à oposição, às "elites" ou à "imprensa golpista" as pendências do PT com a Justiça e com os códigos criminais não vai funcionar

Atribuir à oposição, às "elites" ou à "imprensa golpista" as pendências do PT com a Justiça e com os códigos criminais não vai funcionar
José Aníbal

O golpe retórico

Atribuir à oposição, às "elites" ou à "imprensa golpista" as pendências do PT com a Justiça e com os códigos criminais não vai funcionar

Acuada em busca de alguma credibilidade para atrair investidores estrangeiros, Dilma Rousseff decidiu retomar o modelo de concessões do governo FHC – aquele mesmo que Lula e o PT tanto satanizaram
José Aníbal

Enfim, o reconhecimento do PT

Acuada em busca de alguma credibilidade para atrair investidores estrangeiros, Dilma Rousseff decidiu retomar o modelo de concessões do governo FHC – aquele mesmo que Lula e o PT tanto satanizaram

Raras vezes a manipulação, a bravata, o engodo e o falseamento da realidade tiveram um peso tão determinante na agenda de um governo e na imagem pública que ele projeta
José Aníbal

Como mentem

Raras vezes a manipulação, a bravata, o engodo e o falseamento da realidade tiveram um peso tão determinante na agenda de um governo e na imagem pública que ele projeta

Ao vivo na TV 247 Youtube 247

Últimos envios

Revista Brasil 247