Bolsonaro não cai e periga ser reeleito

(Foto: Alan Santos/PR)

Já pensou? E o pior é que não depende da vontade soberana e democrática do povo  brasileiro, vai depender da vontade de quem realmente governa o Brasil e para os Estados Unidos e Trump, Bolsonaro está sendo muito útil.

Em junho desde ano, Trump lançou oficialmente sua campanha à reeleição presidencial de 2020 durante um comício em Orlando, na Flórida. Pesquisas, como a do site FiveThirty Eight, o apontam como favorito. Com uma vitória de Trump, Bolsonaro terá novamente toda a máquina de fake news de Steve Bannon à sua disposição. 

As sucessivas vitórias de políticos da extrema-direita ao redor do mundo, a mais recente foi de Boris Johnson, indicam que a ultradireita irá permanecer no poder por um longo tempo. Serão tempos difíceis, de aumento da miséria, do fanatismo religioso e da perseguição às minorias.

Aqui, no Brasil, já estamos vendo, dentre outros, o aumento da xenofobia e das desigualdades regionais.

Boicote ao Nordeste

O Nordeste já enfrenta um boicote do governo Bolsonaro e está tentando manter o desenvolvimento econômico com o recém criado Consórcio Nordeste, mas pode não ser o suficiente. Infelizmente, o povo nordestino tem de avaliar seriamente se pretende continuar a se submeter aos ataques de um governo xenófobo e que fere o pacto federativo ao não repassar recursos financeiros à região.

A Caixa Econômica Federal “reduziu drasticamente os empréstimos para os estados do Nordeste ao longo deste ano. Nos primeiros sete meses do ano foram autorizados para a Região financiamentos da ordem de R$ 89 milhões, correspondendo a apenas 2,2% do total de cerca de R$ 4 bilhões chancelados pelo banco para estados e municípios.” (BRASIL247, 2019).

Bolsonaro deixou bem claro seu boicote à região Nordeste ao afirma que “só fará o repasse institucional de recursos ao Nordeste se os governadores divulgarem que apoiam o governo. O ex-militar disse que 'boa parte' dos governadores da região é socialista e diverge de seu governo.” (BRASIL247, 2019).

Nordeste livre

Em setembro de 2018, participei da Semana Nacional Universitária, realizada na Universidade Federal do Ceará (UFC). No último dia do evento, durante o painel "Desenvolvimento regional e redução das desigualdades regionais", fiz uma pergunta aos participantes da mesa: o ex-presidente do Banco do Nordeste do Brasil (BNB), professor Roberto Smith, os professores Jair do Amaral Filho, do Departamento de Teoria Econômica, e Eduardo Girão Santiago, do Departamento de Ciências Sociais e o docente do Departamento de Teoria Econômica Fernando Pires, coordenador do Observatório de Políticas Públicas (OPP) da UFC.

A minha pergunta refletia acerca da nossa união territorial ter sido imposta de forma extremamente violenta, primeiro pela metrópole, Portugal, depois pelo Império e por fim pela República e que por isso o Brasil destoa tanto, em área territorial, dos seus vizinhos na América Latina. Finalmente perguntei se não seria melhor se as nossas regiões fossem países e se o Nordeste, à luz do desenvolvimento econômico (tema do painel), poderia se manter independente.

Transcrevo aqui a resposta do professor Roberto Smith, disponível no link: (https://m.soundcloud.com/rduniversitariafm/snu-2018-desenvolvimento-regional-e-reducao-das-desigualdades-regionais?in=rduniversitariafm/sets/semana-nacional-universitaria) a partir das  2h17m58s.

“ (...) Agora uma análise é interessante, a gente pergunta: bem, se o Nordeste fosse um país independente estaria pior ou melhor do que está agora?

Bem, eu acho que é uma coisa que cabe uma pesquisa e eu tenho convicções a respeito disso, eu acho que estaria melhor, mas em termos de ruptura do pacto federativo eu acho que passou a vez... pode ser que... sei lá se as coisas forem de mal a pior, a falta de coesão nacional, o fomento de ódios a nordestinos, essa coisa toda, porque também esse tipo de coesão que a gente vê na Catalunha, a gente vê que aquilo tem uma efervescência que é histórica, muito presente, muito densa; eu não vejo isso aqui, quer dizer quando eu discuto: afinal, o que é Nordeste? Em busca de uma identidade do que é a região, que era o antigo norte, que era uma coisa vaga, depois virou Nordeste. Por que que vira Nordeste? Aí eu estou dando uma construção da minha cabeça: que é um espaço em crise. E claro que um espaço em crise pode gerar revoltas.

Os processos revoltosos se dão na nossa história e nas épocas que eles ocorreram nós tivemos ganhos. A criação da Sudene (Superintendência do Desenvolvimento do Nordeste), a criação da Chesf (Companhia Hidro Elétrica do São Francisco) a atenção que o governo Vargas começou a dar ao Nordeste, a própria criação do Banco do Nordeste, que tiveram um impacto muito forte e contrário à sua criação, mas elas se deram em cima de insurgências sociais, movimentos efetivos das ligas camponesas que não podemos deixar de lado. 

Eu acho que o Nordeste estaria melhor se tivesse força e algum tipo de coesão política pra reivindicar e impor tudo mais... mas o que a gente vê na história é que as nossas forças políticas sempre foram muito inatuantes e vocês mesmos colocaram isso é há uma concordância na mesa em relação a isso.

Consórcio Nordeste

O Consórcio Nordeste, lançado no dia 29 de julho na Bahia e do qual participam todos os nove entes federados da região, pode ser o começo dessa coesão política. O Nordeste precisa se unir para sobreviver.

Referências:

BRASIL247. Bolsonaro diz só liberar verba a estados do Nordeste se governadores se alinharem a seu governo.  Disponível em: < https://www.brasil247.com/regionais/nordeste/bolsonaro-condiciona-verba-ao-nordeste-a-reconhecimento-de-governadores>. Acesso em: 06 ago.2019.

BRASIL247. Caixa reduz financiamentos para o Nordeste e ordem teria partido do presidente da instituição.  Disponível em: <https://www.brasil247.com/economia/caixa-reduz-financiamentos-para-o-nordeste-e-ordem-teria-partido-do-presidente-da-instituicao>. Acesso em: 06 ago.2019.

GUROVITZ, Helio. Previsões apontam trump como favorito em 2020. Disponível em: <https://internacional.estadao.com.br/noticias/geral,previsoes-apontam-trump-como-favorito-em-2020,70002895686>. Acesso em: 06 ago.2019.

Conheça a TV 247

Mais de Blog

Ao vivo na TV 247 Youtube 247