Espírito Santa, um pedacinho da Amazônia no Rio

Depois de ler o artigo Sua excelência o tucupi, publicado aqui neste espaço, a chef Natacha Fink (o sobrenome é herança do avô polonês) me enviou um zap: “Chico, venha qualquer dia ao Espírito Santa experimentar o meu charuto de pato ao tucupi”. Opa, vamos lá.

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Depois de ler o artigo Sua excelência o tucupi, publicado aqui neste espaço, a chef Natacha Fink (o sobrenome é herança do avô polonês) me enviou um zap: “Chico, venha qualquer dia ao Espírito Santa experimentar o meu charuto de pato ao tucupi”. Opa, vamos lá.

Natacha é uma chef manauara (nascida em Manaus), que há quase 15 anos (completa no ano que vem) abriu no bairro carioca de Santa Teresa o Espirito Santa. Com ela veio um pouquinho da Amazônia. 

É uma apaixonada pela culinária brasileira, em especial a da sua região de origem. Em vez de vinho, por exemplo, ela usa cachaça no preparo de alguns pratos. Com os ingredientes do Norte, procura fazer uma comida contemporânea, sem deixar de lado os sabores marcantes amazônicos. Assim, estão presentes no seu cardápio o tucupi, o jambu, o tambaqui, o pirarucu, o cupuaçu, a banana pacova, o acaçá de milho branco, o caranguejo refogado com aipim na manteiga de jambu.

Diz ela que tentou manter no menu o pato no tucupi, mas não emplacou. Aí, ela partiu para fazer o tal charuto, “uma leitura do clássico amazônico”, que é servido como entrada: o pato no tucupi é desfiado, enrolado na massa de arroz e frito. Acompanha uma redução de tucupi com jambu. Esta “redução” também está no cardápio com o nome de caldinho vegano de tucupi, temperado com palmito pupunha e jambu. Nesse caso, o sabor suave do tucupi é o diferencial.

O Descansadinho, que foi o prato que provei e adorei, é um filé de pirarucu grelhado, servido com alho poró e jambu, ao molho de tucupi e montado sobre duas fatias e banana pacova.

Tem também mujica de tambaqui (sopinha tradicional de tambaqui levemente engrossada com farinha de mandioca), costelinhas de tambaqui empanadas, o arroz marajoara (arroz molhado de palmito pupunha, castanha-do-Pará, jambu, tucupi e vegetais).

Em suma, vale uma visita.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247