Nêggo Tom avatar

Nêggo Tom

Cantor e compositor.

331 artigos

HOME > blog

O Rio de Janeiro precisa de Benedita da Silva

O Rio de Janeiro agoniza nas mãos de uma quadrilha que organiza um verdadeiro “Show do milhão” particular, distribuindo dinheiro público como prêmio à corrupção

Benedita da Silva e Lula (Foto: Ricardo Stuckert)

✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

O Rio de Janeiro hoje é a capital mais sem governo do país. Imerso em escândalos de corrupção envolvendo políticos e empresas envolvidas em seus esquemas, o estado carece de uma mudança brusca em sua administração. E, urgente e necessariamente, tendo em vista o atual cenário que antecede às eleições municipais, essa mudança de gestão apenas será possível, se o PT assumir a prefeitura da cidade.

As últimas pesquisas apontam Eduardo Paes na liderança, seguido por um já considerado empate técnico entre o atual prefeito Marcelo Crivella e Benedita da Silva, candidata do PT. Aliás, é sempre bom lembrar que Benedita é a única entre os cinco últimos governadores do Rio de Janeiro, que não foi presa ou afastada do cargo. Isto, por si só, já deveria lhe credenciar. Visto que não se tornou corruptível às facilidades que o erário poderia lhe oferecer.

Somando-se isto ao fato de que Marcelo Crivella está com o seu nome envolvido em uma série de escândalos, com direito a uso da Igreja Universal, da qual ele Bispo licenciado, para lavar dinheiro da corrupção praticada na prefeitura que ele comanda, e que o nome de Eduardo Paes também já surge na lista branca da corrupção carioca, Benedita da Silva se apresenta como a opção mais viável e confiável, para todos aqueles que pretendem recuperar a dignidade política e social da cidade do Rio de Janeiro.

A desordem e o descaso imperam no município. O caos foi adotado como política de governo por Marcelo Crivella. Logo ele, que prometeu cuidar das pessoas. Certamente, estava se referindo às pessoas de sua confiança, aos seus laranjas e a outros que fariam parte do seu esquema de corrupção e desvio de recursos públicos. O bispo da IURD protagoniza mais do que uma vexame a frente da prefeitura. Ele promove um verdadeiro desastre com sua administração ineficaz, indolente e corrupta. Chega a ser assustador, vê-lo em segundo lugar nas pesquisas de opinião pública.

A população da cidade do Rio de Janeiro já não aguenta mais o governo Crivella e os guardiões da sua incompetência administrativa. E o antídoto contra esse veneno é a candidatura de Benedita da Silva, que, aos 78 anos de idade, já ocupou todos os cargos eletivos aos quais concorreu. Foi vereadora, deputada, senadora e durante a sua gestão como governadora, adotou uma política de segurança pública exemplar, que lhe rendeu elogios do então presidente da república, Fernando Henrique Cardoso. Sem falar de sua história de vida e da sua trajetória de luta pelo direitos dos trabalhadores. Principalmente, pelos direitos das empregadas domésticas.

Para a câmara do vereadores, Lindbergh Farias, que oficializa a sua candidatura no próximo sábado (19/09) é um nome importante como base de sustentação para um futuro governo do PT no município. Sua experiência administrativa como prefeito de Nova Iguaçu e sua destacada e incansável atuação no senado federal, em defesa dos direitos trabalhistas, das políticas afirmativas de inclusão social e racial e de causas progressistas, devem ser levadas em consideração e incluídas na pauta desse importante processo de reestruturação política, ao qual o município do Rio de Janeiro precisa ser submetido com urgência.

O Rio de Janeiro agoniza nas mãos de uma quadrilha que organiza um verdadeiro “Show do milhão” particular, distribuindo dinheiro público como prêmio à corrupção. Nesse “Quem quer dinheiro?” político, os “aviõezinhos” são jogados diretamente nas mãos dos agentes de um esquema que há 30 anos vem destruindo o estado e tornando a vida da população cada vez mais precária. Servidores sem salário, educação sem investimentos, desmanche na saúde, violência, estado policial paralelo e falta de segurança, são os frutos de uma grande árvore criminosa, cuja sombra só protege do sol das adversidades sociais, os corruptos responsáveis pelo seu plantio.

Não apenas o PT, mas como toda a esquerda terá um papel decisivo nas eleições cariocas. Tanto nas eleições municipais que se avizinham, como no pleito estadual de 2022. A união de todos os partidos do segmento, é de fundamental importância para a mudança política e social que o Rio tanto precisa. O caminho precisa ser pavimentado à muitas mãos, que não podem se soltar no meio dele. O PSOL, assim como o fez o PC do B, deveria abrir mão de candidatura própria e unir-se em torno de Benedita, que é um nome mais forte e de maior representatividade. Com todo o respeito a Renata Sousa, candidata do partido.

A hora é essa! O povo carioca precisa decidir entre a continuidade da agonia e a mudança para um rumo melhor. Em breve, a cidade estará sob nova direção. Esperamos que seja na direção certa.

iBest: 247 é o melhor canal de política do Brasil no voto popular

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista: