Apagão no Amapá: Alcolumbre quer que empresa responsável perca concessão

Presidente do Congresso, Davi Alcolumbre (DEM-AP), quer que a Eletronorte assuma o comando da subestação de eletricidade do Amapá se for comprovada negligência da concessionária

Davi Alcolumbre
Davi Alcolumbre (Foto: Edilson Rodrigues/Agência Senado)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O presidente do Senado e do Congresso Nacional, Davi Alcolumbre (DEM-AP), quer que a empresa responsável pelo apagão em parte do Estado do Amapá nesta semana perca a concessão, informa reportagem da CNN Brasil.

O senador prometeu exigir, junto à Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), investigação sobre a responsabilidade da Isolux, concessionária que controla a subestação de eletricidade na capital, Amapá. 

Caso seja comprovada negligência da concessionária após o incêndio, o parlamentar irá pedir que a Eletronorte assuma o comando da empresa.

O blecaute teve início após um incêndio, na noite de terça-feira (3), que ocorreu numa subestação em Macapá, de propriedade da empresa espanhola Isolux Corsan (entenda). Desde então, parte do Estado ficou totalmente sem energia.

Neste domingo (8), a Justiça determinou um prazo de três dias para o retorno do fornecimento de energia sob pena de multa de R$ 15 milhões. Algumas cidades iniciaram um rodízio de fornecimento de energia com duração de pelo menos seis horas em cada região. Dezenas de protestos de moradores acontecem em diferentes regiões no Estado.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email