Assassinato de Bruno Pereira e Dom Phillips na Amazônia repercute na imprensa internacional

A Al Jazeera destacou que o caso gera um alerta sobre o governo Bolsonaro. Jornais da França, Inglaterra e Estados Unidos também noticiaram a morte do indigenista e do jornalista

www.brasil247.com - Bruno Pereira e Dom Philips
Bruno Pereira e Dom Philips (Foto: Divulgação/Funai/Arquivo | Reprodução Twitter/@domphillips | Ricardo Lima/Reuters)


247 - A confissão dos irmãos Oseney da Costa e Amarildo dos Santos pela morte do indigenista Bruno Pereira e do jornalista britânico Dom Phillips rodam o mundo desde quarta-feira (15), segundo o Estado de S. Paulo.

O jornal inglês The Guardian, para o qual Phillips trabalhou, destacou a localização de "remanescentes humanos" - que podem ser das duas vítimas - por parte da Polícia Federal, “Dom Phillips e Bruno Pereira: Polícia brasileira encontra dois corpos em busca de desaparecidos”.

A Al Jazeera jogou os holofotes sobre Jair Bolsonaro (PL), dizendo que o caso gera um alerta sobre seu governo, pressionado durante a Cúpula das Américas por mais agilidade nas buscas.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

“Homem confessa ter matado jornalista e colega desaparecido, diz polícia”, dizia a manchete do estadunidense The Washington Post. O The New York Times e o francês Le Monde foram pelo mesmo caminho.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A TV britânica BBC News divulgou o trabalho da Interpol junto à polícia brasileira para confirmar a identidade dos corpos.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email