Bolsonaro critica "pressa" para vacina contra Covid-19

Jair Bolsonaro afirmou nesta segunda-feira que não entende a “pressa” no desenvolvimento de uma vacina. Ele também questionou apoiadores se não seria mais barato e prático “investir na cura do que na vacina”, citando a hidroxicloroquina

Bolsonaro e vacina
Bolsonaro e vacina (Foto: Reuters)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – Em meio à pandemia da Covid-19, Jair Bolsonaro afirmou na manhã desta segunda-feira (26) que não entende a “pressa” no desenvolvimento de uma vacina. Ele também questionou seus apoiadores em conversa matinal se não seria mais barato e prático “investir na cura do que na vacina”, citando a hidroxicloroquina. A droga citada por Jair Bolsonaro não tem eficácia contra o novo coronavírus comprovada cientificamente. A reportagem é do jornal O Globo. 

“O que nós queremos é buscar a solução para o caso. Agora, pelo que tudo indica, a vacina que menos demorou até hoje foram quatro anos, eu não sei porque correr em cima dessa”, declarou Bolsonaro, que questionou ainda: “não é mais fácil e barato investir na cura do que na vacina? Ou jogar nas duas, mas também não esquecer da cura? Eu, por exemplo, sou uma testemunha [da cura]. Eu tomei a hidroxicloroquina, outros tomaram a ivermectina, outros tomaram annita e deu certo”. 

Ele afirmou também que não "quer atropelar" a discussão sobre a vacina. Jair Bolsonaro disse que está esperando a publicação dos resultados dos imunizantes em uma revista científica, para tomar só assim uma decisão. “Hoje vou encontrar com o ministro Pazuello da Saúde para tratar desse assunto, porque temos uma jornada pela frente, onde parece que foi judicializada essa questão, e entendo que essa não é uma questão de Justiça, é uma questão de saúde acima de tudo, não pode um juiz decidir se você pode ou não tomar vacina, isso não existe”, afirmou.

Inscreva-se na TV 247 e assista a boletim sobre o assunto:

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247