Brasil

Bolsonaro indica mais uma vez que não aceitará derrota e diz que pesquisa Datafolha é fake news

Bolsonaro ataca o instituto de pesquisas dias após levantamento que apontou para vitória de Lula no primeiro turno da eleição presidencial

Imagem Thumbnail
Lula e Jair Bolsonaro (Foto: Reprodução | Ricardo Stuckert | Reuters/Adriano Machado)

✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

247 - Jair Bolsonaro (PL) atacou mais uma vez nesta segunda-feira (27) o Datafolha, após o instituto de pesquisas de opinião apontar, de novo, para uma vitória do ex-presidente Lula (PT) no primeiro turno da eleição presidencial.

“Se tivesse um inquérito sério de fake news, investigaria o Datafolha”, disse o chefe do governo a apoiadores no Palácio da Alvorada, em referência ao inquérito do Supremo Tribunal Federal (STF), relatado pelo ministro Alexandre de Moraes, que investiga a atuação de milícias digitais.

Bolsonaro tem intensificado suas declarações no sentido de que não aceitará o resultado das urnas eletrônicas. No último final de semana, ele resgatou no WhatsApp uma mensagem antiga de um coronel da Polícia Militar para avisar que a corporação "seguirá o Exército em caso de ruptura institucional". As Forças Armadas se aliaram aos ataques de Bolsonaro ao processo eleitoral.

A jornalista Maria Christina Fernandes, analista política do Valor Econômico, afirma que Bolsonaro já deixou claro que não espera mais vencer as eleições no voto. Sua estratégia é contestar o resultado que caminha para a vitória inexorável e incontestável de Lula, que foi mantido como preso político em 2018 para que Bolsonaro pudesse ser eleito. "Bolsonaro está mais focado na contestação dos votos do que na obtenção de um resultado eleitoral favorável nas urnas".

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

iBest: 247 é o melhor canal de política do Brasil no voto popular

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO