Bolsonaro prepara auxílio emergencial de R$ 400 para tentar reverter desvantagem nas pesquisas

O governo federal decidiu que o valor do Auxílio Brasil passará de R$ 189, em média, para R$ 400, de dezembro deste ano a dezembro do ano que vem. O anúncio deve ser feito nesta terça-feira

www.brasil247.com - Aplicativo auxílio emergencial do Governo Federal.
Aplicativo auxílio emergencial do Governo Federal. (Foto: Marcelo Camargo/Agencia Brasil)


247 - O governo federal decidiu que o valor do Auxílio Brasil passará de R$ 189, em média, para R$ 400, e contemplará 17 milhões de famílias, de dezembro deste ano a dezembro do ano que vem. De acordo com a CNN Brasil, o governo deve anunciar a mudança nesta terça-feira (19)

Parte desse valor será pago com recursos do atual Bolsa Família e parte será um auxílio temporário. Serão gastos R$ 84 bilhões, sendo R$ 34,7 bilhões do orçamento do Bolsa Família e mais R$ 50 bilhões do auxílio temporário.

Com o reajuste, Jair Bolsonaro pretende conter a sua alta rejeição nas pesquisas de intenções de votos. 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

De acordo com pesquisa Datafolha, feita com 3.667 eleitores em 190 cidades nos dias 13 a 15 de setembro, Bolsonaro atingiu 59% de rejeição, a um ano da eleição presidencial. 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Outra pesquisa, PoderData, feita de 11 a 13 de outubro, apontou que 58% desaprovam o governo.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email