Cloroquina: tratamento apontado por Bolsonaro intoxica dois na Nigéria

Neste sábado, Jair Bolsonaro apontou o medicamento como cura para o novo coronavírus

(Foto: Reprodução/Facebook)

247 - Duas pessoas foram intoxicadas por cloroquina na Nigéria, na cidade de Lagos. A substância é utilizada no combate à malária e se mostrou potencialmente efetiva no tratamento do novo coronavírus.

Irresponsável, Jair Bolsonaro, neste sábado (21), publicou um vídeo aconselhando o uso do medicamento para o coronavírus.

Estudos com a cloroquina, medicamento usado há quase 100 anos contra a malária, ainda estão em fase de testes e não são conclusivos para humanos, além de demonstrarem diversos efeitos colaterais.

O boato de que a cloroquina poderia ser a "cura" do coronavírus provocou uma corrida às farmácias, resultando no esgotamento do remédio.

Brasil 247 lança concurso de contos sobre a quarentena do coronavírus. Participe do concurso

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247