Contrato de Moro com Alvarez & Marsal é rescindido

Pelo acordo original, o vínculo terminaria em 31 de outubro de 2022, mas a decisão de Moro de participar das eleições do ano que vem antecipou o fim da relação

www.brasil247.com -
(Foto: Reuters | Reprodução)


247 - Com a filiação ao Podemos prevista para os próximos dias, o contrato do ex-juiz Sergio Moro com a consultoria norte-americana Alvarez & Marsal foi encerrado neste sábado (31). A informação é do jornal O Globo.

Pelo acordo original, o vínculo terminaria em 31 de outubro de 2022, mas a decisão de Moro de participar das eleições do ano que vem antecipou o fim da relação.

A Alvarez & Marsal é administradora judicial da Odebrecht, que entrou em recuperação judicial depois que foi investigada pela Operação Lava Jato, a qual Moro era o juiz que ajudou a quebrar a empreiteira. Moro foi contratado pela Alvarez & Marsal em novembro de 2020, para atuar na área de "disputas e investigações" ganhando um salário de R$ 1,7 milhão por ano.

A filiação ao Podemos deve ocorrer em 10 de novembro, em Brasília. Cogita-se a disputa pela Presidência da República ou a corrida ao Senado.

Considerado parcial em julgamento do Supremo Tribunal Federal (STF) nos processo contra o ex-presidente Lula, Sergio Moro reafirma que suas ações como juiz tiveram caráter político, ao decidir condenar o favorito das eleições de 2018, e na sequência participar do governo de Jair Bolsonaro como ministro da Justiça. Para o coordenador do grupo de advogados e juristas Prerrogativas, Marco Aurélio de Carvalho, a candidatura de Moro é "um escárnio e um tapa na cara".

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email