Defesa de Lula cobra que STF julgue suspeição de Moro

Petição da defesa do ex-presidente Lula rebate parecer apresentado pela PGR, que negou nesta quinta-feira a suspeição de Sergio Moro, e pede ainda a retomada do julgamento pelo Supremo. Para os advogados de Lula, o órgão agiu "por erro ou má-fé" ao desconsiderar parecer anterior sobre o tema, "causando tumulto processual”

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - A defesa do ex-presidente Lula apresentou patição nesta sexta-feira 6 em que rebate o parecer apresentando ontem pela Procuradoria Geral da República a respeito do pedido de suspeição do ex-juiz Sérgio Moro e pede que o Supremo Tribunal Federal retome o julgamento. 

Para os advogados de Lula, o órgão agiu "por erro ou má-fé" ao desconsiderar parecer anterior sobre o tema, "causando tumulto processual”, e por isso a peça da Procuradoria deve ser “desentranhada” do processo, ou seja, desconsiderada.

“A Procuradoria Geral da República, por erro ou má-fé, desconsiderou essa manifestação anterior para trazer uma nova manifestação aos autos sobre o mesmo assunto, causando tumulto processual”, aponta a defesa.

Em seu parecer, a PGR rebate diversos argumentos da defesa sobre a suspeição do então magistrado, que condenou Lula no caso do triplex do Guarujá. Para o subprocurador da República José Adonis Callou, Moro não pode ser considerado suspeito simplesmente porque também negou pedidos apresentados pelo Ministério Público Federal.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email