“Deixe essa burocracia chata e venha prender o Lula”, afirmou Deltan Dallagnol a procurador da Lava Jato

"Deixe essa burocracia chata que não serve para nada e vem pará cá você também, January. Venha prender o Lula", afirmou Deltan Dallagnol durante uma conversa com o procurador Januário Paludo, em setembro de 2016. Os diálogos, que reforçam a parcialidade da Lava Jato, estão em petição apresentada pela defesa do ex-presidente ao STF

www.brasil247.com - Deltan Dallagnol, Januário Paludo e o ex-presidente Lula
Deltan Dallagnol, Januário Paludo e o ex-presidente Lula (Foto: Divulgação)


247 - Em petição enviada ao Supremo Tribunal Federal (STF), nessa segunda-feira (22), a defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva mostrou diálogos apontando que a obsessão de Deltan Dallagnol, ex-coordenador da força-tarefa de Curitiba, para prender o petista. 

As mensagens foram obtidas no âmbito da Operação Spoofing, responsável por investigar o acesso a celulares dos procuradores da força-tarefa da Lava Jato.

"Deixe essa burocracia chata que não serve para nada e vem pará cá você também, January. Venha prender o Lula", afirmou Dallagnol durante uma conversa com o procurador Januário Paludo, no dia 15 de setembro de 2016.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

De acordo com petição apresentada nesta, procuradores da operação em Curitiba (PR) também afirmaram, em diálogos, que a delegada da Polícia Federal Erika Marena lavrou o termo de depoimento de uma testemunha sem que ela tivesse sido ouvida.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

As novas conversas divulgadas reforçaram a parcialidade da Lava Jato contra o ex-presidente. Em outra petição haviam sido apresentadas mensagens trocadas em 16 de fevereiro de 2016. Sérgio Moro perguntou se os procuradores têm uma "denúncia sólida o suficiente".

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) devem formar maioria para anular as condenações de Moro contra Lula

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email