“Deixe essa burocracia chata e venha prender o Lula”, afirmou Deltan Dallagnol a procurador da Lava Jato

"Deixe essa burocracia chata que não serve para nada e vem pará cá você também, January. Venha prender o Lula", afirmou Deltan Dallagnol durante uma conversa com o procurador Januário Paludo, em setembro de 2016. Os diálogos, que reforçam a parcialidade da Lava Jato, estão em petição apresentada pela defesa do ex-presidente ao STF

Deltan Dallagnol, Januário Paludo e o ex-presidente Lula
Deltan Dallagnol, Januário Paludo e o ex-presidente Lula (Foto: Divulgação)
Siga o Brasil 247 no Google News

247 - Em petição enviada ao Supremo Tribunal Federal (STF), nessa segunda-feira (22), a defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva mostrou diálogos apontando que a obsessão de Deltan Dallagnol, ex-coordenador da força-tarefa de Curitiba, para prender o petista. 

As mensagens foram obtidas no âmbito da Operação Spoofing, responsável por investigar o acesso a celulares dos procuradores da força-tarefa da Lava Jato.

"Deixe essa burocracia chata que não serve para nada e vem pará cá você também, January. Venha prender o Lula", afirmou Dallagnol durante uma conversa com o procurador Januário Paludo, no dia 15 de setembro de 2016.

PUBLICIDADE

De acordo com petição apresentada nesta, procuradores da operação em Curitiba (PR) também afirmaram, em diálogos, que a delegada da Polícia Federal Erika Marena lavrou o termo de depoimento de uma testemunha sem que ela tivesse sido ouvida.

As novas conversas divulgadas reforçaram a parcialidade da Lava Jato contra o ex-presidente. Em outra petição haviam sido apresentadas mensagens trocadas em 16 de fevereiro de 2016. Sérgio Moro perguntou se os procuradores têm uma "denúncia sólida o suficiente".

PUBLICIDADE

Os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) devem formar maioria para anular as condenações de Moro contra Lula

PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email