Bolsonaro: “Vamos meter o dedo na energia elétrica”

Depois do petróleo, a energia elétrica. Em mais um aceno para sua base eleitoral, Bolsonaro afirmou neste sábado que poderá haver mudanças na Eletrobrás

Jair Bolsonaro
Jair Bolsonaro (Foto: REUTERS/Adriano Machado)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Um dia depois de anunciar a troca no comando da Petrobras, com a indicação do general da reserva Joaquim Silva e Luna para o lugar do atual presidente da empresa, Roberto Castello Branco, Jair Bolsonaro afirmou a apoiadores neste sábado (20) que “vamos meter o dedo na energia elétrica”, indicando que pode haver mudanças no comando da Eletrobrás. O atual presidente da empresa, Wilson Ferreira Junior, está demissionário, mas ainda não há substituto e ele fica no cargo até 5 de março.

“Vamos meter o dedo na energia elétrica, que é outro problema também”, disse neste sábado (20) ao chegar ao Palácio da Alvorada, segundo o G1.Na quinta-feira (18) durante transmissão pela internet, Bolsonaro criticou a Petrobras, mas disse que não ia interferir na empresa. Em seguida, no entanto, afirmou que alguma coisa iria acontecer na empresa nos próximos dias.Na sexta entretanto, anunciou em uma rede social a indicação do Silva e Luna para a presidência da estatal no lugar de Castello Branco.

Bolsonaro vinha criticando a política de reajuste dos combustíveis da petroleira e na quinta-feira disse que o último reajuste foi fora da curva. “Teve um aumento, no meu entender, aqui, eu vou criticar, um aumento fora da curva da Petrobras. 10% hoje na gasolina e 15% no diesel. É o quarto reajuste do ano. A bronca vem sempre para cima de mim, só que a Petrobras tem autonomia”, afirmou.

“Eu não posso interferir, nem iria interferir na Petrobras, se bem que alguma coisa vai acontecer na Petrobras nos próximos dias, você tem que mudar alguma coisa, vai acontecer", disse em transmissão na quinta”. 

A demissão de Castello Branco, entretanto, não será pacífica. Ele afirmou que não se demitirá e o assunto irà à pauta na próxima terça-feira no Conselho de Administração da empresa.

Assista ao boletim da TV 247 sobre a demissão do presidente da Petrobrás por Bolsonaro:

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email