Disputa entre Bolsonaro e Doria não afeta vacina, diz presidente da Anvisa

"Eu não consigo entender porque duas pessoas que não trabalham na Anvisa possam atrapalhar o trabalho da Anvisa", afirmou Antonio Barra Torres, presidente da instituição, ao fazer referência a Jair Bolsonaro e ao governador de São Paulo, João Doria (PSDB)

Antonio Barra Torres
Antonio Barra Torres (Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O diretor-presidente da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), Antonio Barra Torres, afirmou nesta quinta-feira (29) que a disputa política entre Jair Bolsonaro (sem partido) e o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), não afetará os processos de aprovação da CoronaVac, a vacina contra o coronavírus desenvolvida pela farmacêutica chinesa Sinovac Biotech em parceria com o Instituto Butantan, de São Paulo.

"Eu não consigo entender porque duas pessoas que não trabalham na Anvisa possam atrapalhar o trabalho da Anvisa. São autoridades do cenário político e de gestão nacional que estão tendo discussões nacionais", afirmou o diretor da Anvisa em entrevista à colunista Carla Araújo e ao repórter Wanderley Preite Sobrinho, ambos do portal Uol.

De acordo com a dirigente, a "questão política é colocada da porta para fora" da agência federal. "Não há motivo de conversa para receber nenhum tipo de orientação [externa] ou de quem quer que seja. Nós inclusive já recebemos aqui o governador do estado de São Paulo e não teve nenhuma tratativa ou orientação sobre o que a agência faz", acrescentou. 

Na terça-feira (27), Doria pediu para Bolsonaro "governar o Brasil" e parar de pensar em "interesses políticos e ideológicos". No mesmo dia, Bolsonaro disse que São Paulo dava um "péssimo exemplo" na questão tributária durante pandemia. 

Ha uma semana,  Bolsonaro cancelou o acordo firmado pelo Ministério da Saúde para a compra de 46 milhões de doses da CoronaVac, enquanto Doria defende essa imunização. 

bozo doria

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247